Minhas coisas preferidas para fazer em Amsterdam

Este post está cheio de clichês de turistas, mas são coisas que eu realmente gosto de fazer. Tenho o privilégio de ir à cidade pela quarta vez dentro do período de um ano e falar sobre ela me deixa feliz. Muitos dos itens na lista a seguir podem parecer bobos ou até absurdos para quem mora na cidade, mas eu sou turista e gosto é uma coisa pessoal. Não tenho a menor pretensão com relação a isso. Seguem então algumas das minhas coisas preferidas lá:

Aulas de desenho no Museu do Rembrandt

Existe um Museu do Rembrandt construído na casa onde ele morou durante muitos anos. O museu em si é emocionante e uma atração à parte – eu fiquei bastante comovida quando entrei lá e vi os objetos, as coleções, as ferramentas de desenho e pintura, a cama onde ele dormia, mesmo a cozinha. O museu já é uma atração que vale a pena mas, não contentes com isso, o staff oferece aulas de desenho gratuitas para os visitantes. Basta aparecer nos horários corretos (sinalizados por eles diariamente no próprio local) e participar. Cada aula é temática (por ex: desenhando pessoas) e se trata de uma experiência inesquecível.

Filial da Paperchase no Bijenkorf

A Paperchase é uma loja inglesa que tem uma filial no shopping Bijenkorf, em Amsterdam. Para quem é aficcionado por papelaria, pode reservar alguns euros (ou libras – mesmo na Holanda eles também aceitam a moeda) para comprar algumas coisas por ali. São linhas especiais para cada época do ano com objetos lindos mesmo, além de cadernos, agendas, acessórios e toda sorte de materiais que vai fazer qualquer um que goste do assunto pirar a cabeça. A Paperchase também vende algumas marcas tradicionais, como Moleskine e Filofax. Em todas as vezes que fui à cidade, levei várias comprinhas para casa porque não resisti (e sempre preciso me conter MUITO para não levar muita coisa).

The Ritman Library

Curte ocultismo? Pois fique sabendo que, em Amsterdam, existe uma biblioteca hermética cuja entrada te lembrará a casa do Sirius (Harry Potter), com uma fachada praticamente invisível aos trouxas. Com um único emblema discreto, é necessário tocar a campainha e responder algumas perguntas antes de entrar e pagar o ingresso (5 euros) para conhecer o conteúdo. Além de biblioteca, este fantástico local também é um museu com peças raras da história do ocultismo mundial. Seu acervo total contempla mais de 25 mil livros e é um espaço surpreendente. Você não pode imaginar o tamanho da biblioteca ao andar pela rua deserta e passar pela porta.

Broekmans & Van Poppel

broekmansenvanpoppel

Trata-se de uma livraria (seria injusta em dizer que é só isso) especializada em música clássica, com muitos livros de partituras para piano, violino, celo, entre outros, além de acessórios de todos os tipos para músicos. Também vende caixinhas de música e outros objetos relacionados. É uma loja tão mágica, que remete tanto a outro século, que dá vontade de visitar sempre apenas por causa disso. Fica em frente à Museumplein (ou praça dos museus, para os não iniciados), bem fácil de chegar.

Passear pelo Jordaan

Jordaan é um dos bairros mais hipsters de Amsterdam, com lojas, cafeterias (de verdade, não coffee-shops apenas), bistrôs, pessoas felizes, flores e movimentação no geral. A música teve um papel importante no Jordaan, e alguns dos melhores cantores desse bairro são homenageados com uma estátua no “Brouwersgracht”. É como se fosse a Vila Madalena de Amsterdam. É um bairro delicioso para caminhar e se perder nas ruas, observando as casas. No Jordaan está localizada a famosa casa da Anne Frank, ponto turístico da cidade.

IJscuypje

Estavam esperando que eu falasse sobre comida? Pois bem, aqui trata-se de uma indicação do Ducs sobre o melhor sorvete do mundo, segundo ele, e que pude comprovar sua veracidade nas últimas visitas. Os de frutas são maravilhosos, assim como os cremosos. Não dá para indicar um ou outro – vá e se acabe com um sabor por dia. A sorveteria é uma rede espalhada por diversos cantos da cidade.

Vlieger

366824

Vocês já devem ter percebido que eu sou viciada em papelarias, certo? Na verdade, eu adoro muito artes em papel, e andando pela cidade e conversando na IJscuypje, fiquei sabendo da existência dessa papelaria e dei um pulo para conhecer. Para quem gosta de arte em papel, é um paraíso. A loja é bem antiga e não é muito grande – tem dois andares, mas é tudo muito à moda antiga. Você tem a sensação de estar visitando realmente uma papelaria com mais de um século de existência. Vendem até mapas! Enfim, um lugar maravilhoso que vale a pena visitar se você for fã de papelarias como eu.

Queijos

Em qualquer lugar, queijos são baratos e maravilhosos na Holanda. Mesmo os queijos de fabricação francesa custam mais barato do que aqui (uma fatia gigantesca de queijo brie custa 2 euros, em média). Existem lojas especializadas em todos os pontos mais turísticos e movimentados de Amsterdam, mas até no mercado você encontra certa variedade e consegue experimentar coisas diferentes. O que não dá é ir para a Holanda e não comer mil tipos de queijos. O tradicional queijo da cidade de Gouda é encontrado em todo lugar.

Canal bus

Sei que quem é residente deve ficar com os cabelos em pé lendo sobre algo tão voltado a turistas (o que eu sou), mas trata-se de um passeio que, na minha opinião, é muito especial para quem não mora na cidade. Trata-se de um barco que serve como meio de transporte (“ônibus do canal”) nos canais de Amsterdam, parando nos pontos principais e fazendo uma narração guiada dos principais pontos turísticos da cidade. Dá para ir sentada de boa, comendo um lanchinho comprado previamente no Hema ou no Albert Heijn, conhecer um pouco da história da cidade sem precisar caminhar (e se cansar) tanto, além da possibilidade de descer onde você quiser e sempre voltar, se você tiver comprado o passe para 24 horas (que eu recomendo). Quando voltei à Amsterdam pela primeira vez, fiz esse passeio duas vezes. Foi uma ótima maneira de me despedir da cidade no último dia. Fiz questão de gravar mentalmente cada momento, desenhar as casas, curtir mesmo. Eu acho que vale a pena, mesmo sendo programão de turista.

The English Bookshop

TheEnglishBookshop

Esqueça a Livraria Cultura do Conjunto Nacional! Esta loja tem cinco andares (se não me engano) e livros maravilhosos, hard-cover, além de acessórios-mil para leitura (marcadores, flags, bolsas) e material de papelaria que não se encontra em outros lugares. Dá para perder um bom par de horas lá dentro (e vários euros, se você não se controlar). Fica em um lugar super movimentado (quase no coração da Kalverstraat – rua conhecida por ter muitas lojas), bem de esquina.

Passear pelo Prinsengratch

Este é o meu canal preferido de Amsterdam – o “canal da princesa”. Também servia como ponto de referência para mim em minhas andanças. Nada como passear pelo canal, observar o que está acontecendo, ver as bicicletas passando e pensar: “Caramba, estou mesmo em Amsterdam!”.

Rijksmuseum

IMG_8449

Sei que este é clichê, mas é um museu tão maravilhoso. Sua arquitetura é fantástica (era um mosteiro antes), ele está em um ponto-chave da cidade, com um gramado delicioso em frente, além de ter a famosa placa “I Amsterdam”, onde todo mundo para pra tirar foto. Além disso, o acervo do museu é fantástico – impossível absorver tudo em uma única visita. Você pode fotografar e até desenhar os quadros. A loja do museu também tem muitos souvenirs bacanas, se você estiver procurando presentes legais para levar para casa.

E é isso. Espero que tenham gostado da minha lista. <3

Tags

7 Comments

  1. Melhor post sobre Amsterdam ever <3
    Nunca fui pra lá, mas consegui imaginar cada coisinha e se eu pudesse comprava passagens agora mesmo! Rs
    Seu post me deixou inquieta!
    Feliz 2016 de muitas realizações, Thais! :*

  2. Adorei, adorei, adorei!!!
    Sabe o que senti qdo li? Vontade de comprar passagem e ir correndo pra lá e experienciar o que vocé falou. Quem sabe um dia…..

  3. Adorei as indicações! Com certeza vou voltar aqui quando tiver a sorte de poder visitar a cidade 🙂

  4. Obrigada por compartilhar impressões “by Thais” sobre Amsterdam! Eu, meu marido e um casal amigo estamos indo pra lá em abril – o destino é a Alemanha, mas vamos dar um jeitinho de esticar até Amsterdam para conhecer essa cidade que parece incrível! E com dicas assim fica mais fácil!! Já salvei o post no Evernote! 😉 Que 2016 seja mais um ano incrível pra ti, Thais, e que tu continue sempre com essa energia e siga compartilhando as tuas experiências com a gente! Obrigada!! :*

  5. Thais, eu estou justamente coletando umas imagens de Amsterdam que vão para a minha Mandala dos Desejos. Sincronicidades sempre são ótimos sinais! Um lindo e mágico 2016 para você! Bjs e gratidão

  6. Deu saudades de voltar a essa cidade coisa mais linda. Faz tempo que fui e morro de saudades cada vez que leio algo sobre. Post devidamente arquivo no Evernote pra referência futura hehe

  7. O melhor de Amsterdam é o desfile do Festival de Tulipas. Vale a pena!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*